Melo e Kubot buscam o tri no ATP 500 de Viena

Melo e Kubot comemoraram o título em Viena no ano passado (Foto: Christian Hofer / Divulgação)
O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot estão de volta a Viena, na Áustria. Em 2015 e 2016, eles comemoraram o título do ATP 500 de Viena, disputado em quadras duras e cobertas. Agora, a partir desta quarta–feira (25), a dupla inicia a busca pela terceira conquista consecutiva no torneio. Cabeças de chave número 1, Melo e Kubot estreiam contra o norte-americano John Isner e o canadense Daniel Nestor. A partida, válida pela primeira rodada, será realizada por volta das 16h(horário de Brasília).

Melo e Kubot formam a dupla número 1 do mundo na Corrida para Londres. Eles lideram o ATP Doubles Team Race to London, já classificados para o ATP Finals, que reunirá as oito melhores parcerias do ano, a partir do dia 12 de novembro, na Inglaterra. No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa o terceiro lugar, enquanto Kubot é o quarto.

Na programação, até o ATP Finals, está o ATP 500 de Viena, nesta semana, e na sequência, com início no dia 30 deste mês, o Masters 1000 de Paris.

“Depois da série de disputas na China, nas últimas semanas, focamos nos treinos para a estreia em Viena, um torneio especial, em que conquistamos o título nas duas edições anteriores. Agora é seguir passo a passo, em busca das vitórias aqui”, afirma Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

O título do ano passado, em Viena, foi conquistado diante do austríaco Oliver Marach e do francês Fabrice Martin. Já em 2015, Melo e Kubot derrotaram na final a dupla formada pelo britânico Jamie Murray e o australiano John Peers.

Melo e Kubot são vice-campeões no Masters 1000 de Xangai

Dupla inicia agora série de torneios na Europa (Foto: Divulgação)
Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do Masters 1000 de Xangai, torneio encerrado neste domingo (15), na cidade de Xangai, na China. Cabeças de chave número 2, eles foram derrotados pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers – cabeças 1 – por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2, em 1h09min. Com os pontos somados com o vice-campeonato, Melo e Kubot mantiveram a liderança na Corrida para Londres, o ATP Finals, que será disputado em novembro. Antes de seguir para a Inglaterra, dupla jogará dois torneios, a partir do dia 23, na Áustria e na França. 

“Eles realmente jogaram muito bem. Tentamos encontrar algumas saídas mas não conseguimos. Foram melhores. Tiveram todo o mérito da vitória. Estão muito bem este ano, ganharam também em Beijing, o segundo torneio seguido que vencem. Sabíamos que era uma partida difícil. Tivemos uma pequena chance no segundo set, para quem sabe abrir um break de vantagem, mas eles sacaram muito bem de novo. Por mais que o placar pareça que foi fácil, o jogo foi decidido nos detalhes. Eles foram mais sólidos e mereceram. Agora é seguir treinando para os próximos torneios”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis. 

No primeiro set, o break conseguido por Kontinen e Peers no terceiro game garantiu a vitória aos adversários por 6/4. Melo e Kubot buscaram a reação na segunda série, tentando aproveitar uma chance de empatar e virar a partida, mas Kontinen e Peers, com duas quebras, no quinto e sétimo games, marcaram 6/2 para comemorar o título em Xangai. 

Este foi o terceiro torneio que Melo jogou na China, o primeiro Masters 1000. Antes, ele entrou na quadra no ATP 250 de Shenzhen e no ATP 500 de Pequim. A partir do próximo dia 23, Melo e Kubot iniciam nova série de três torneios, começando pelo ATP 500 de Viena, na Áustria. No dia 30, seguem para o Masters 1000 de Paris, na França. Depois, em novembro, disputam o ATP Finals, em Londres, na Inglaterra.

No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa o terceiro lugar, enquanto Kubot é o quarto. Juntos, Melo e Kubot lideram o ATP Doubles Team Race to London, já classificados para o ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias do ano, em novembro, em Londres, na Inglaterra.