Melo e Kubot são vice-campeões do Finals em Londres e encerram temporada de muitas conquistas

Premiação aos vice-campeões na O2 Arena (Foto: Divulgação)
O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot são vice-campeões do ATP Finals, torneio que reuniu esta semana as oito melhores parcerias de 2017 em Londres, na Inglaterra, no encerramento de uma temporada de muitas conquistas importantes e inéditas para a dupla. Cabeças de chave número 1 e melhor parceria do ano, Melo e Kubot foram derrotados, na quadra central da O2 Arena, pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers – cabeças 2 e vencedores em 2016 -, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2, em 1h10min.

Mas, Melo e Kubot tem muito a comemorar na primeira temporada juntos: seis títulos, entre os quais o inédito, em Wimbledon, 10 finais, a liderança no ranking de duplas e, agora, o vice no Finals. Além disso, pelo segunda vez, Melo encerra o ano como primeiro colocado no ranking mundial individual de duplas, repetindo 2015. Foi o seu segundo vice-campeonato no Finals – finalista também em 2014, com o então parceiro Ivan Dodig, contra os irmãos Bob e Mike Bryan.

“Eles jogaram realmente muito bem. Tentamos fazer coisas diferentes. Jogamos até melhor que na final de Xangai, mas estavam muito sólidos, em todos os aspectos, especialmente nas devoluções. Conseguiram as quebras logo no início. Temos a consciência tranquila que buscamos fazer o melhor. Trocamos as estratégias de jogo. Tentamos fazer várias opções, mas não teve como e isso faz parte. Então precisamos seguir. É até um motivo a mais para seguir trabalhando e treinando para estar em constante evolução e fazer um ano contra eles melhor ainda em 2018”, afirmou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

“Encerramos uma temporada extremamente positiva e precisamos ter a cabeça tranquila de saber que fizemos de tudo para conseguir a vitória, mas eles realmente jogaram melhor, não tivemos muito o que fazer. Isso acontece no circuito, com os outros times também. Mas foi mais um belo torneio e seguimos agora para um pouco de descanso”, completou.

A decisão deste domingo reuniu as duas melhores duplas da temporada e os principais cabeças de chave do Finals. Kontinen e Peers estiveram em um dia muito inspirado, em que tudo deu certo, para conquistar o segundo título consecutivo, sem dar chances de reação a Melo e Kubot. O primeiro set foi equilibrado até 2/2, quando Kontinen e Peers conseguiram a quebra e mantiveram o controle do jogo para fechar em 6/4.

Veio o segundo set e os adversários quebraram logo no primeiro game. Melo e Kubot tiveram uma das poucas oportunidades de equilibrar no quarto game, para devolver o break e empatar em 2/2. Mas, Kontinen e Peers reagiram, quebraram mais uma vez, na sequência, para depois vencer por 6/2.

Liderança nos rankings – Após a vitória na estreia do ATP Finals, na segunda-feira (13), diante do croata Ivan Dodig e do espanhol Marcel Granollers, Melo e Kubot foram confirmados como dupla número 1 do mundo da temporada 2017. Além disso, Melo garantiu, também, a liderança no ranking mundial individual de duplas. Kubot ocupa a segunda colocação. É a segunda vez que encerra o ano como líder no individual – a primeira foi em 2015, jogando com Ivan Dodig.

Melo e Kubot estão na decisão do Finals neste domingo em Londres

Mais uma grande atuação da dupla em Londres (Foto: Peter Staples / Getty Image)
Marcelo Melo e Lukasz Kubot derrotaram o norte-americano Ryan Harrison e o neozelandês Michael Venus e estão na decisão do ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Dupla número 1 do mundo e cabeças de chave 1 do torneio, venceram por 2 sets a 0, parciais de 6/1 e 6/4, em 1h04min, partida válida pelas semifinais, realizada neste sábado (18), na quadra central da O2 Arena.

A final será neste domingo (19), às 13h30min (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo SportTV, contra o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers – cabeças 2 e atuais campeões -, que ganharam do brasileiro Bruno Soares e do britânico Jamie Murray por 7/6 (7-2) e 6/2. Melo e Kubot vão em busca do inédito título, o sétimo na temporada, e chegam pela décima vez a uma decisão em 2017. Melo disputa sua segunda final no Finals – foi vice-campeão em 2014 ao lado do croata Ivan Dodig.

“Jogamos muito bem, da maneira que temos de jogar, imprimindo todo o ritmo, aproveitando o ritmo dos últimos torneios. Estamos muito felizes de ter conseguido a vitória. Começamos firmes e fortes desde o primeiro ponto. Consertamos tudo o que tínhamos feito do jogo anterior. Este é um dos poucos torneios em que você tem essa chance extra de jogar melhor a próxima partida. Agora é ir com tudo na final, acreditar que podemos continuar jogando nesse nível, para quem sabe sair com o título daqui, após essa bela temporada que tivemos”, explicou Melo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

Melo e Kubot entraram na semifinal muito concentrados e com confiança para buscar a vitória diante de uma dupla até então invicta no Finals e para devolver, em Londres, a derrota da segunda rodada de Roland Garros. Melo fechou o primeiro game com um ace e a dupla conseguiu a quebra logo no segundo game, abrindo na sequência 3/0. Nova quebra, 4/0, e a confirmação do saque para fazer 5/0 e fechar com tranquilidade o primeiro set por 6/1 em 23 minutos.

A segunda série começou bem mais equilibrada, os adversários tiveram chance de quebra no quarto game, mas Kubot e Melo evitaram o break, empatando em 2/2. O jogo seguiu igual até o 4/4. Aí, veio a quebra, para fazer 5/4 e fechar a partida em 6/4, em 41 minutos, comemorando a vaga na final, em mais uma grande atuação em Londres.

Liderança nos rankings – Após a vitória na estreia do ATP Finals, diante do croata Ivan Dodig e do espanhol Marcelo Granollers, Melo e Kubot foram confirmados como dupla número um do mundo da temporada 2017. Além disso, Melo garantiu, também, a liderança no ranking mundial individual de duplas. Kubot ocupa a segunda colocação. É a segunda vez que encerra o ano como líder no individual – a primeira foi em 2015, jogando com Ivan Dodig.

Melo disputa o Finals desde 2013. Foi finalista uma vez, em 2014, e chegou a duas semifinais, em 2013 e 2015, ao lado do então parceiro Dodig. Melo e Dodig jogaram a decisão de 2014 diante dos irmãos norte-americanos Bob Bryan e Mike Bryan.

Números da temporada, seis títulos e 51 vitórias – O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 22 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 17 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros. Melo já ocupou outras três vezes o primeiro lugar no ranking mundial individual de duplas – em 2015, 2016 e 2017.