Marcelo Melo pode enfrentar ex-parceiro nas quartas de final de Madri

Melo inicia gira europeia por Madri (Foto: Marcelo Pereira)
O brasileiro mais bem classificado no ranking mundial de duplas, Marcelo Melo (quinto colocado), poderá enfrentar seu ex-parceiro Ivan Dodig, da Croácia, nas quartas de final do Mutua Madri Open, o Masters 1000 de Madri. No sorteio da chave da competição, Melo e o polonês Lukasz Kubot são bye na primeira rodada e enfrentam nas oitavas a parceria norte-americana Brian Baker / Nicholas Monroe. Se os cabeças-de-chave quatro vencerem na estreia e Dodig e o espanhol Marcel Granollers (cabeças sete) também avançarem decidem uma vaga na semifinal do torneio.

No ano passado, Melo jogou em Madri justamente com Dodig e está confiante em começar bem a gira europeia que, depois da Espanha, contará, ainda, com mais quatro torneios, incluindo os Grand Slam de Roland Garros e Wimbledon. “No ano passado, eu cheguei às semifinais. E a expectativa é defender esse resultado e ir além aqui em Madri”, destaca.

Melo e Kubot estão na segunda colocação no ranking da ATP Doubles Team Race to London e querem aproveitar as próximas competições para somar pontos que garantam a participação no ATP Finals, que reúne as oito duplas mais bem classificadas ao final da temporada.

Marcelo Melo disputa cinco torneios na Europa

Marcelo Melo é o brasileiro mais bem colocado no ranking de duplas da ATP, ocupando a quinta posição. Na quinta-feira (04/05), o jogador viajou para a Europa para a disputa de alguns dos mais importantes torneios de tênis da temporada. Ao lado do polonês Lukasz Kubot, seu parceiro desde o início deste ano, o mineiro de 33 anos estará em busca de vitórias e títulos. Serão cinco competições, entre os meses de maio e julho, entre as quais dois Grand Slam: Roland Garros e Wimbledon.Uma boa performance na gira europeia poderá garantir lugar para o ATP Finals em Londres, entre as oito melhores parcerias do ano. Na corrida por uma vaga, Melo e Kubot ocupam atualmente a segunda colocação no ranking da ATP.

A dupla inicia a série de torneios na Europa com o Mutua Madri Open, a partir do dia 8 de maio e, na sequência, disputa o Internazionali BNL d’Italia, em Roma – ambos Masters 1000. Depois, estará em Roland Garros, competição que começa no dia 28 de maio, em Paris. Da França segue para a Inglaterra, onde volta suas atenções para Wimbledon, em Londres, no início de julho – participando ainda do Torneio do Queens, no final de junho.

Bons resultados e novo site – Para falar da gira europeia, Marcelo Melo esteve em São Paulo (SP), nesta quinta-feira (4), na loja Centauro do Bourbon Shopping, fazendo ainda um balanço do início da temporada e anunciando um novo canal de comunicação com o público e a mídia: o site www.melomarcelo.com.

“Estamos muito felizes com os resultados deste começo de ano. Não é todo dia que se ganha um Masters 1000. Tivemos uma chance em Indian Wells e acabamos ficando com o vice-campeonato. Aí veio Miami e pudemos comemorar. Agora fica a expectativa para essa série de torneios na Europa”, afirma Melo. “Também colocarmos no ar esse novo canal de comunicação que trará resultados, novidades, enfim, uma forma de ficar mais perto de quem acompanha nossa carreira”, conta o tenista que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Marcelo não escondeu a motivação com o início da gira europeia e com a chance de garantir bons resultados, especialmente em Wimbledon. “Meu torneio favorito é Wimbledon e estou confiante que, com a programação que estamos fazendo, possamos chegar lá muito bem preparados. Lógico que antes temos Roland Garros. Quem sabe consiga repetir o título. Mas, um grande resultado em Wimbledon, para mim, será muito especial”, observa Marcelo. “Também estou trabalhando para voltar a ser número um do mundo”, garante.

Na corrida por um lugar no ATP Finals, Marcelo diz que o importante é pensar na vaga passo a passo. “Torneio por torneio. Para chegar lá, nós precisamos atingir por volta de 3500 pontos no ranking. Por isso, acredito que temos grandes chances de encerrar a gira classificados”, explica.

Foto: Marcelo Pereira