Melo e Kubot buscam primeira vitória no ATP Finals nesta terça-feira

Marcelo Melo e Lukasz Kubot voltam à quadra na O2 Arena nesta terça-feira (17) em busca da primeira vitória no ATP Finals, com foco na classificação para as semifinais. Às 9h (horário de Brasília), dupla enfrenta os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies, em jogo pela segunda rodada do Grupo Mike Bryan, na primeira fase do torneio que encerra 2020, em Londres, na Inglaterra. Nesta temporada, Melo e Kubot venceram a parceria alemã – atual bicampeã em Roland Garros – na semifinal do ATP 500 de Viena, em que foram tricampeões. Depois, às 15h (horário de Brasília), jogam o norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury diante do holandês Wesley Koolhof e do croata Nikola Mektic. O grupo terá a terceira e última rodada na quinta-feira (19). Melo disputa o Finals pelo oitavo ano seguido, quarto ao lado de Kubot. 

Melo e Kubot não passam por Ram e Salisbury na estreia no ATP Finals

Dupla busca recuperação no próximo jogo (Foto: Divulgação / ATP)
Em um jogo equilibrado, definido no match tie-break, o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot estrearam neste domingo (15) no ATP Finals, diante do norte-americano Rajeev Ram e do britânico Joe Salisbury. Pela primeira rodada do Grupo Mike Bryan, na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra, Ram e Salisbury marcaram 2 sets a 1, parciais de 7/5, 3/6 e 10-5, em 1h44min. No outro jogo do grupo, o holandês Wesley Koolhof e o croata Nikola Mektic venceram os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies por 2 a 1 – 6/7 (3-7), 7/6 (7-4) e 10-7. O Grupo Mike Bryan terá a segunda rodada nesta terça-feira (17). Melo e Kubot enfrentam Krawietz e Mies.

“O jogo começou bem disputado, contamos com algumas chances. Porém, tivemos uma baixa porcentagem de primeiro saque, o que acabou dando a chance deles quebrarem duas vezes no primeiro set. No segundo set jogamos muito bem. Eles abaixaram um pouco, nós mantivemos o ritmo, jogando até melhor. Mesmo assim perdemos um saque. E isso pra mim foi decisivo no match tie-break, onde eles estiveram bem, mas ao mesmo tempo nós demos a oportunidade não jogando muito com primeiro saque. Enfim, acontece. Eles aproveitaram as poucas chances”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, Head, Voss, Foxton, Asics, Bolsa Atleta e Confederação Brasileira de Tênis.

“Uma das vantagens do Finals é que temos uma segunda oportunidade. Então é aprender com os erros de hoje, treinar amanhã (segunda) e ir com tudo de novo no próximo jogo do grupo, depois de amanhã, que ainda temos chances de classificar”, completou Marcelo.

Na primeira fase, as oito duplas são divididas em dois grupos, jogando todas contra todas dentro dele. As duas melhores de cada um disputam as semifinais no sábado (21). A decisão do título será no domingo (22). Este ano, os nomes dos grupos das duplas são uma homenagem aos irmãos Bob e Mike Bryan, que deixaram as quadras nesta temporada. O torneio está comemorando 50 anos, em sua despedida da capital inglesa. A partir de 2021, a cidade italiana de Turim receberá o Finals.

Melo faz em Londres, este ano, sua oitava participação seguida no Finals, recordista entre os brasileiros, a quarta ao lado de Kubot, que já jogou em seis temporadas. E disputa esta edição como o tenista que mais vezes esteve no torneio entre todos os classificados nas duplas em 2020 e como a sequência ativa mais longa entre os jogadores, tanto em simples como em duplas. Nos setes anos em que já participou do torneio, foi duas vezes vice-campeão – em 2014 com o croata Ivan Dodig e, em 2017, com o parceiro polonês.

O jogo – No primeiro set, Ram e Salisbury conseguiram a quebra no oitavo game, 5/3. Melo e Kubot devolveram em seguida, 5/4, com um equilíbrio que vinha desde o início. Mas, com mais um break, no décimo segundo game, os adversários fecharam em 7/5. Na segunda série, o domínio foi de Melo e Kubot, que chegaram a abrir 5/2 e saque. Ram e Salisbury ainda esboçaram reação, fazendo 5/3, mas Melo e Kubot, com o segundo break no set, marcaram 6/3 e levaram o jogo para o match tie-break, em que os adversários venceram por 10-5.