Melo e Kubot iniciam caminhada em Roland Garros contra tenistas da casa

Marcelo Melo treinou forte para a estreia em Paris (Foto: Divulgação)
Roland Garros é um torneio especial para o brasileiro Marcelo Melo. Na França, em 2015, ele conquistou seu primeiro título de Grand Slam. Agora, mais uma vez, estará na quadra em Paris, em busca de um grande resultado. Nesta edição, terá ao seu lado o polonês Lukasz Kubot, parceiro com quem vem formando dupla desde o início desta temporada.

Cabeças de chave número 4, Melo e Kubot estreiam nesta quarta-feira (31), diante de tenistas da casa, a dupla francesa Julien Benneteau / Jeremy Chardy, em partida válida pela primeira rodada. O jogo será o terceiro do dia na quadra 10, que tem programação a partir das 6 horas (horário de Brasília). Assim, a estimativa de início é entre 9h e 9h30 (horário de Brasília).

Melo ocupa o quarto lugar no ranking individual de duplas – é o brasileiro mais bem colocado. Kubot é o atual décimo do mundo. Eles lideram o ATP Doubles Team Race to London, que define as oito melhores parcerias de 2017 para disputar o ATP Finals, no encerramento da temporada.

Um resultado de destaque na França, aliás, pode colocar novamente Melo no primeiro lugar do ranking individual de duplas – posição que ocupou em 2015. Mas, para o brasileiro, o fundamental é jogar bem em Paris para, depois, pensar em voltar a ser líder.

“Eu acho que o importante em Roland Garros é começar muito bem, pegar um bom ritmo e, aí, voltar a número um será consequência dos resultados, dos treinos, de toda uma preparação e das vitórias. Então, é preciso ter a cabeça no jogo a jogo, para quem sabe chegar ao topo até com uma grande conquista em Paris”, explica Melo.

Desde o início do ano, Melo e Kubot comemoraram dois títulos de Masters 1000, em Miami, nos Estados Unidos, e em Madri, na Espanha. Juntos, aliás, somam mais duas conquistas: em 2015 e 2016, quando a dupla se uniu para disputar e vencer o ATP 500 de Viena, na Áustria. Em Paris, jogam como parceiros seu primeiro Grand Slam. No torneio de Roland Garros 2015, Melo foi campeão ao lado do croata Ivan Dodig. No ano passado – também com Dodig – perdeu nas semifinais.

Agora, a dupla chega a Paris confiante pelos bons resultados obtidos nesta temporada e bem preparada fisicamente. “Eu e o Lukasz estamos muito bem fisicamente. Tivemos uma semana de treinos e descanso para poder começar Roland Garros com tudo”, avalia. “Nosso entrosamento também está muito bom. Nos últimos torneios, encontramos o caminho de nossa parceria, jogando bem e conseguindo vitórias e títulos”, observa Marcelo.

A disputa em Roland Garros faz parte de uma gira europeia que conta com seis torneios: começou por Madri, com o título do Mutua Madrid Open; passou por Roma – com Melo e Kubot sendo eliminados nas quartas de final; agora terá Paris e, na sequência, Mercedes Cup (em Stuttgart, Alemanha), Gerry Weber Open (em Halle, na Alemanha) e Wimbledon.

“Os franceses têm carinho pelos tenistas brasileiros. O Guga (Gustavo Kuerten) é reconhecido e reverenciado aqui. As três vitórias dele ficaram muito marcadas e, depois, um pouco a minha também: pela primeira vez um brasileiro conquistou o título de duplas em Roland Garros e Guga estava lá presente, torcendo por nós. Ganhamos diante dos irmãos Bryan (Bob e Mike), que formam a melhor dupla da história. Assim, o Brasil tem títulos em simples e duplas. Por tudo isso, é sempre um torneio especial”, garante Marcelo.

Melo/Kubot são eliminados por dupla cabeça 1 de Roma

Melo e Kubot, agora, vão se preparar para Roland Garros (Foto: Peter Staples/ATP World Tour/Getty Images)
A dupla Marcelo Melo (BRA)/Lukasz Kubot (POL) perdeu nesta sexta-feira (19) para o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, cabeças de chave número 1 do torneio, e está fora do Internazionali BNL D’Italia, o Masters 1000 de Roma. Kontinen e Peers venceram por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6(8/6), em 1h36, partida válida pelas quartas de final. No tie-break da segunda série, Melo e Kubot chegaram a abrir 5/0, mas os adversários foram em busca da virada, garantindo a vaga nas semifinais.

Com a derrota, Melo deixou Roma e viajou já nesta sexta-feira de volta para o Brasil. Ele chega neste sábado (20) a Belo Horizonte (MG), descansa no final de semana e, na segunda-feira (22), retorna aos treinos visando o torneio de Roland Garros, que será realizado em Paris, a partir do dia 28 deste mês.

“Fico no Brasil até quinta-feira da próxima semana. Já nesta segunda-feira vou iniciar os treinos pensando em Roland Garros, nosso principal objetivo a partir de agora. Estamos jogando muito bem e isso nos dá confiança para buscar um grande resultado em Paris. Vamos seguir treinando com o mesmo foco para tentar ir o mais longe possível”, afirmou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Chances perdidas – Melo e Kubot – cabeças de chave 5 – vinham de ótimas atuações desde o Mutua Madrid Open, na semana passada, quando conquistaram o título sem perder um único set. Mas, nesta sexta-feira, no Foro Italico, não conseguiram aproveitar os momentos em que estiveram em vantagem para somar mais uma vitória e avançar na disputa.

No primeiro set, Kontinen e Peers quebraram o saque de Kubot no sétimo game. Fizeram 5/3 e logo fecharam em 6/4. A segunda série foi bastante equilibrada. Melo e Kubot venceram o serviço de Kontinen para abrir 4/2, mas os adversários devolveram a quebra em seguida no saque de Kubot. A partida ficou igual e, no 6/5, Melo e Kubot perderam um set point. Foram para o tie-break e abriram 5/0, dando a impressão que levariam o jogo para o terceiro set. Mas Kontinen e Peers reagiram de forma fulminante e fecharam o set desempate em 8/6, para comemorar um lugar na semifinal.

O mineiro Melo, que desde o início do ano forma parceria com o polonês Kubot, está disputando uma gira europeia que começou por Madri, seguiu para Roma e, agora, terá Roland Garros, Mercedes Cup (em Stuttgart, Alemanha), Gerry Weber Open (em Halle, Alemanha) e Wimbledon. Assim, a dupla volta suas atenções para a preparação para o Grand Slam em Paris, onde Melo foi campeão em 2015 ao lado do croata Ivan Dodig.