Após o US Open, Melo e Kubot decidem não continuar a parceria

Dupla jogou em três Grand Slam na temporada, entre os quais Wimbledon (Foto Divulgação)
Marcelo Melo e Lukasz Kubot retomaram nesta temporada a parceria, para jogarem juntos de Roland Garros, no começo de junho, até o US Open, neste mês de setembro. Após disputarem o Grand Slam em Nova Iorque (EUA), o mineiro Melo e o polonês Kubot decidiram não continuar juntos. E Melo, agora, está definindo quem será o seu próximo parceiro.

“Tínhamos combinado de jogar até o US Open. E resolvemos não continuar. Nos próximos dias vou definir o meu novo parceiro”, afirma Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Foxton, Asics, Bolsa Atleta e Confederação Brasileira de Tênis.

Melo e Kubot disputaram três dos Grand Slam de 2021: além do US Open, em Nova Iorque, e de Roland Garros, em Paris, na França, estiveram no torneio de Wimbledon, em Londres, na Inglaterra. Jogaram também os Masters 1000 de Toronto, no Canadá, e Cincinnati e o ATP 250 de Winston-Salem, ambos nos Estados Unidos.

O mineiro e o polonês formaram parceria desde o início da temporada 2017, encerrada no final de 2020, e retomada entre os meses de junho e setembro deste ano. Antes, jogaram em torneios como o ATP 500 de Viena, em que foram campeões em 2015 e 2016.

No ranking mundial individual de duplas da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo está em 20º lugar, com 4.880 pontos. Kubot aparece na 19ª colocação, também com 4.880.

Marcelo Melo para na estreia no US Open

Dupla enfrentou norte-americanos em Nova York (Foto Divulgação / ATP)
O mineiro Marcelo Melo parou na estreia nas duplas masculinas e nas duplas mistas nesta quinta-feira (2) no US Open, em Nova York (EUA). No primeiro jogo do dia, Melo e o polonês Lukasz Kubot – cabeças de chave número 9 – enfrentaram os norte-americanos Evan King e Hunter Reese, que receberam wild card e marcaram 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7-2) e 6/4, em 1h29min. Depois, o mineiro voltou à quadra com a paulistana Luisa Stefani – cabeças 4 -, diante da canadense Gabriela Dabrowski e do neozelandês Marcus Daniell, que venceram por 2 a 1 – 7/5, 6/7 (3-7) e 11-9, 1h43min. Stefani e Dabrowski jogam juntas nas duplas femininas.

Nas duplas masculinas, no primeiro set, os norte-americanos quebraram primeiro, no sexto game, para abrir 4/2. Mas, Melo e Kubot devolveram na sequência. O jogo seguiu equilibrado, sem mais breaks e com definição no tie-break. Os adversários fizeram 7-2 para sair na frente na partida. E, no segundo, com uma única quebra, no terceiro game, mantiveram a vantagem para vencer por 6/4.

Nas duplas mistas, no primeiro set, Melo e Stefani abriram 3 a 0 e, depois, 4 a 1, com um break no segundo game. Os adversários devolveram a quebra no sétimo game, igualando em seguida, 4 a 4, e com novo break passaram à frente, 6/5, e fecharam em 7/5. No segundo set, reação de Melo e Stefani. Dabrowski e Daniell quebraram logo no primeiro game, mas o mineiro e a paulistana deixaram tudo igual em 2 a 2. Sem mais quebras, a série foi para o tie-break, com vitória de Melo e Stefani por 7-3. E, no match tie-break, chegaram a abrir 5 a 1. Mas, os adversários reagiram, empataram em 5/5 e, no terceiro match point, venceram por 11/9.

No ranking mundial individual de duplas divulgado na segunda-feira (30) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo – que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Foxton, Asics, Bolsa Atleta e Confederação Brasileira de Tênis – está em 20º lugar, com 4.880 pontos. Kubot aparece na 19ª colocação, também com 4.880.