Classificados para o Finals, Melo e Kubot estão na decisão em Xangai

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot comemoraram duas vezes na madrugada deste sábado (13): conquistaram a vaga na final do Masters 1000 de Xangai, a segunda decisão seguida na China, e a classificação para o ATP Finals, torneio que reúne as oito melhores duplas do ano. Na decisão, na madrugada deste domingo (14), às 2h30 (horário de Brasília), um encontro de brasileiros: os cabeças de chave número 3 enfrentam o também mineiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray – cabeças 6 -, em busca do quarto título em 2018 e o 12ª da dupla. Novamente, os dois tenistas mineiros estarão frente a frente no circuito. Neste ano jogaram uma única vez, com vitória de Bruno e Murray em Cincinnati (EUA).

Pela semifinal neste sábado, Melo e Kubot venceram o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic – cabeças 2 – por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 7/5, em 1h25min. Foi a segunda vitória seguida diante de Marach e Pavic – se enfrentaram na final do ATP 500 de Beijing, na semana passada – e a sétima na China – quatro em Beijing, com o título, e três até agora em Xangai.

“Um jogo excelente da nossa parte de novo. Conseguimos imprimir a mesma maneira que jogamos na final de Beijing. Foi muito bom. Jogamos muito bem, do começo ao fim. E conseguimos manter a calma, depois do Lukasz ter sacado para fechar o jogo e acabar sendo quebrado. Mas quebramos na sequência e finalizamos. Foi muito importante para nós”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

“Estamos muito felizes, jogando muito bem, cada dia com mais confiança. Amanhã (domingo) vamos com tudo. Mais um jogo duro. O Bruno e o Jamie também vem jogando muito bem. Então, com certeza, vai ser uma grande final”, completou.

A dupla chega pelo segundo ano seguido à final do Masters 1000 – foram vice-campeões no ano passado. E Marcelo busca seu terceiro título em Xangai e o 32º de sua carreira: já venceu em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen).

Melo e Kubot farão a quinta final do ano, tendo comemorado três títulos: no ATP 250 de Sidney, no ATP 500 de Halle e no ATP 500 de Beijing. Foram, ainda, vice-campeões do US Open, último Grand Slam do ano, disputado em Nova Iorque (EUA). Agora, nesta madrugada, buscam sua segunda conquista seguida na China em 2018.

O jogo – A semifinal deste sábado, em Xangai, repetiu a decisão de Beijing, no dia 7 deste mês. Melo e Kubot, jogando muito bem e com confiança, não deram chances mais uma vez à dupla Marach e Pavic, atual líder da Corrida dos Campeões. Quebraram logo no primeiro game do jogo, abrindo na sequência 2 a 0. Os adversários ainda devolveram o break, empatando em 2 a 2, mas a partir daí, Melo e Kubot conseguiram quebrar mais duas vezes para fechar em 6/2 e vencer o primeiro set. No segundo, o break veio no sétimo game. Aí, abriram 5/3 e acabaram desperdiçando a chance de fechar em 6/4. Marach e Pavic quebraram e empataram em 5/5. Mas, não se abalaram. Devolveram o break, fizeram 6/5 e ganharam por 7/5 para avançar à final.

No Finals – Com a vaga na final, Melo e Kubot foram a quarta dupla da temporada a garantir classificação para o ATP Finals, em Londres, Inglaterra, entre os dias 11 e 18 de novembro.

Melo e Kubot buscam vaga na final de Xangai na madrugada deste sábado diante de Marach e Pavic

Dupla conquistou a sexta vitória seguida na China (Foto: USTA / Pete Staples)
Marcelo Melo e Lukasz Kubot buscam chegar, na madrugada deste sábado (13), à segunda final seguida na China. Campeões do ATP 500 de Beijing, na semana passada, a dupla está na semifinal do Masters 1000 de Xangai. Na partida marcada para as 2h30 (horário de Brasília), na quadra central, Melo e Kubot – cabeças de chave número 3 – voltam a enfrentar o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic – cabeças 2 do torneio -, a quem derrotaram para ficar com o título em Beijing. Se conquistar lugar na decisão, o mineiro Marcelo terá pela frente o também mineiro Bruno Soares, que já garantiu vaga ao lado do britânico Jamie Murray.

Na madrugada desta sexta-feira (12), Melo e Kubot comemoraram a sexta vitória seguida na China – a segunda em Xangai – vencendo o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus – cabeças 7 – por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7-3), 4/6 e 10-7, em 1h47min, pelas quartas de final. Marach e Pavic passaram pelos croatas Ivan Dodig e Nikola Mektic – cabeças 8 – também por 2 a 1 (3/6, 6/2 e 10-6).

“Muito feliz com a vitória aqui hoje (sexta). Conseguimos jogar muito bem. Contornamos algumas situações durante o primeiro set. Depois, no segundo, eles saíram quebrando logo no início e, no match tie-break, impusemos nosso jogo e conseguimos terminar com bastante confiança. Isso é muito importante para nós”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

Melo e Kubot, repetindo o que vem fazendo nas partidas que disputaram na China, jogaram muito bem e com confiança para garantir mais uma vitória. Começaram o jogo com uma quebra logo no terceiro game, abrindo na sequência 3/1. Quando sacavam para fechar em 6/4, viram os adversários devolverem o break e a definição foi para o tie-break. Aí dominaram para fechar em 7/6 (7-3). No segundo set, Klaasen e Venus quebraram no primeiro game e administraram a vantagem para vencer por 6/4. Mas, Melo e Kubot não se abalaram. No match tie-break ganharam por 10-7 para avançar no torneio.

“Amanhã (sábado) temos, de novo, um jogo muito duro, diante do Marach e do Pavic. Acabamos de jogar com eles na final de Beijing, mas as condições aqui são bem diferentes. Então vamos com tudo e usar essa confiança toda dos últimos jogos para, quem sabe, passar para mais uma final aqui em Xangai”, completou Marcelo, vice-campeão no ano passado ao lado de Kubot.