Melo e Klaasen são vice-campeões em Los Cabos, no México

Premiação em Los Cabos (Foto @AbiertoLosCabos)
O mineiro Marcelo Melo e o sul-africano Raven Klaasen – cabeças de chave número 4 – são vice-campeões do ATP 250 de Los Cabos, no México. Neste sábado (6) à noite, na final, o norte-americano William Blumberg e o sérvio Miomir Kecmanovic marcaram 2 sets a 0, com parciais de 6/0 e 6/1, em 52 minutos.

O próximo torneio de Melo será o Masters 1000 de Montreal, no Canadá, a partir desta segunda-feira (8), onde jogará ao lado do espanhol Pablo Carreno Busta. A estreia, em data a ser definida, será diante do uruguaio Ariel Behar e do equatoriano Gonzalo Escobar.

“Eles fizeram um jogo perfeito. E dos 13 games, oito foram No-ad (game sem vantagem, empatado em 40 iguais). Conseguimos converter um só. O placar em si não ilustra muito o que foi o jogo. Realmente jogaram muito bem nos pontos que mais interessavam, que decidiram”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss e Asics.

No primeiro set, Blumberg e Kecmanovic quebraram três vezes para vencer por 6/0. No segundo foram também três breaks, com Melo e Klaasen conseguindo confirmar um dos serviços, 4/1, e com chance de quebra na sequência, salva pelos adversários, que marcaram 6/1 para ficar com o título.

Melo e Klaasen jogaram juntos a temporada de grama e dois torneios em quadra dura, em Los Cabos e, antes, no ATP 250 de Atlanta (EUA). Foram vice-campeões no ATP 250 de Newport (EUA) e, agora, no México. O mineiro ocupa a 41ª colocação no ranking mundial individual de duplas da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), com 1.845 pontos. Klaasen, 39 anos, é o atual número 51 do mundo, com 1.475 pontos.

Melo e Klaasen estão na final do ATP 250 de Los Cabos, neste sábado, no México

Dupla não perdeu nenhuma set em Los Cabos (Foto @AbiertoLosCabos)
O mineiro Marcelo Melo e o sul-africano Raven Klaasen decidem neste sábado (6) o título do ATP 250 de Los Cabos. Na noite desta sexta-feira (5), a dupla – cabeça de chave número 4 – avançou para a final no México com mais uma ótima atuação, sem dar chances aos adversários, derrotando o argentino Tomas Martin Etcheverry e o taiwanês Chun-Hsin Tseng por 2 sets a 0, com um duplo 6/3, em 1h08min. Na decisão, às 20h30 (horário de Brasília), enfrentarão o norte-americano William Blumberg e o sérvio Miomir Kecmanovic, que venceram os cabeças de chave 1, o mexicano Santiago Gonzalez e o argentino Andres Molteni, por 2 a 1 (3/6, 7/5 e 13-11).

Foram três jogos, três vitórias e nenhum set perdido na quadra dura mexicana nesta semana até agora para o mineiro e o sul-africano. E esta será a 69ª final da carreira de Melo, a quarta nesta temporada, em busca da primeira conquista de 2022. O mineiro tem 35 títulos na carreira, 15 de ATP 250. Melo e Klaasen chegam à segunda decisão juntos no ano – foram vice-campeões no ATP 250 de Newport (EUA), na grama.

“Foi excelente o jogo. Não pecamos em nada. Conseguimos entrar e imprimir o nosso ritmo, do primeiro ao último ponto, o que foi decisivo. Aproveitamos as chances de break, salvamos os breaks quando sacamos. E é assim que tem de ser, jogando bem nos momentos importantes”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss e Asics. “Agora é usar esse momento, essa confiança para a final, para tentar levantar o troféu de campeão. Mas muito focados no que temos de fazer. Se continuarmos assim, temos boas chances”, completou.

No primeiro set, Melo e Klaasen aproveitaram a única chance de break que tiveram, no oitavo game, para marcar 5/3 e vencer, na sequência, por 6/3, após uma série muito disputada. No segundo set, a quebra veio no sétimo game, para o mineiro e o sul-africano passarem à frente, 4/3. Com mais um break, no nono game, fecharam em novo 6/3, comemorando a vaga na decisão.

Este é o segundo torneio em quadra dura de Melo e Klaasen, que voltaram a formar dupla neste ano, após duas semanas de parceria em 2015. Disputaram a temporada de grama e, antes de Los Cabos, jogaram no ATP 250 de Atlanta (EUA). Em 2015, conquistaram o Masters 1000 de Xangai, na China, e o ATP 500 de Tóquio, no Japão.

O mineiro ocupa a 41ª colocação no ranking mundial individual de duplas divulgado na segunda-feira (1º) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), com 1.845 pontos. Klaasen, 39 anos, é o atual número 51 do mundo, com 1.475 pontos.