Melo e Kubot começam a defender título do Masters 1000 de Xangai na madrugada desta quarta-feira

Comemorando o título de 2018 em Xangai (Foto: Divulgação)
A edição 2019 do Masters 1000 de Xangai começa na madrugada desta quarta-feira (9), à 1h30 (horário de Brasília), para Marcelo Melo e Lukasz Kubot. A dupla, que joga como cabeça de chave número 2 na China, estreia diante do croata Borna Coric e do chinês Runhao Hua – que receberam wild card -, iniciando a defesa do título comemorado no ano passado. Xangai, aliás, é um torneio muito especial para Marcelo. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen). Um histórico de três títulos, um vice e momentos que marcaram a carreira.

“É um torneio mais que especial para mim. Aqui conquistei o meu primeiro Masters Series, em 2013 e, em 2017, o vice me ajudou a chegar a número 1 do mundo”, afirma Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis.

No domingo (6), Melo e Kubot foram vice-campeões do ATP 500 de Beijing, o primeiro dos dois torneios na China, seguindo então para Xangai, treinando para essa estreia. “Foi uma bela semana em Beijing, ganhamos bons jogos, jogamos bem e agora é ir com tudo aqui em Xangai, tentando defender o título”, completa Marcelo.

O ATP 500 de Beijing foi o primeiro de quatro torneios da dupla nessa etapa final da temporada: jogarão agora o Masters 1000 de Xangai e depois, até o final do mês, o ATP 500 de Viena, na Áustria, e o Masters 1000 de Paris.

Entre os objetivos, a busca pela classificação para o ATP Finals, que pode vir já em Xangai. O torneio reúne as oito melhores parcerias de 2019, em novembro, no encerramento do ano, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Kubot estão em segundo lugar na Corrida para Londres, com 3.745 pontos, atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com 8.030 – única parceria já classificada. No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa a sexta colocação, com 5.170 pontos. Kubot é o quinto, com 5.350.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *