No primeiro Grand Slam juntos, Melo e Gonzalez estreiam nesta terça-feira em Roland Garros

Dupla, finalista em Lyon, joga o segundo torneio junta (Foto @openparcauvergnerhonealpes)
O mineiro Marcelo Melo e o argentino Maximo Gonzalez estreiam nesta terça-feira (24) na edição 2022 de Roland Garros. Será a 16ª vez consecutiva que o mineiro jogará o Grand Slam em Paris, na França, onde foi campeão em 2015. Melo e Gonzalez enfrentarão, nesta primeira rodada, o esloveno Aljaz Bedene e o sérvio Filip Krajinovic. A dupla, que joga seu primeiro Grans Slam junta, é cabeça de chave 15 e entra em quadra motivada com o vice-campeonato no ATP 250 de Lyon, também na França, na semana passada. A partida será por volta de 9h00 (horário de Brasília).

Ao chegar à final em Lyon, Melo subiu cinco posições no ranking mundial individual de duplas divulgado nesta segunda-feira (23) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), ocupando agora a 36ª colocação, com 2.048 pontos.

“Essa semana em Lyon foi muito boa para nós. Agora, é focar no Grand Slam e buscar bons resultados aqui também”, afirma Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Asics e Confederação Brasileira de Tênis.

Melo e Gonzalez (22 do mundo, com 2.990 pontos) viajaram para a capital francesa no sábado (21), treinando para essa estreia nesse segundo Grand Slam de 2022, que encerra a temporada europeia no saibro. Em Lyon, em seu primeiro torneio juntos, o mineiro e o argentino tiveram uma semana muito boa, com três vitórias e a disputa da final. Agora, fica a expectativa para Roland Garros, que segue até o dia 5 de junho.

Melo foi campeão em Roland Garros ao lado do croata Ivan Dodig, em 2015, conquistando o seu primeiro Grand Slam. Depois, em 2017, com o polonês Lukasz Kubot, comemorou o título do torneio de Wimbledon, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Gonzalez são vice-campeões em Lyon e seguem para Roland Garros

Gonzalez e Melo com os troféus (Foto Divulgação)
A dupla Marcelo Melo e Maximo Gonzalez fez sua estreia no ATP 250 de Lyon. E deixa a cidade francesa com um balanço muito positivo. Neste sábado (21), o mineiro e o argentino, jogando como cabeças de chave número 2, foram vice-campeões do torneio, que dá sequência à temporada europeia no saibro. Na final, o croata Ivan Dodig e o norte-americano Austin Krajicek – cabeças 1 – marcaram 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, em 1h17min, para ficar com o título. Melo e Gonzalez seguem, agora, para Paris, ainda neste sábado, para disputar Roland Garros, Grand Slam que começa neste domingo (22) e segue até o dia 5 de junho na capital francesa.

“Hoje o jogo foi bom, em sua maior parte. Não iniciamos tão bem como nos anteriores, mas depois começamos a entrar mais no jogo. E eles acabaram jogando melhor nos momentos importantes. Tivemos dois 40/40 para quebrar. Um logo no game inicial. Não conseguimos. Depois 0/40 no 5/4 para voltar no jogo. Então faltou mesmo aproveitar as chances. Acho que foi o decisivo na partida. Aproveitaram os breaks que tiveram e não soubemos aproveitar”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro e BMG, com apoio da Volvo, Head, Voss, Asics e Confederação Brasileira de Tênis.

“Saímos daqui com alguns jogos, primeira vez que jogamos juntos, chegamos a uma final, e agora Roland Garros. Vai ser muito bom para nós. Espero que dê certo lá. Estamos indo para Paris no fim do dia”, completou.

Com uma quebra em cada set, os adversários garantiram a vitória na final. No primeiro, o break veio logo no segundo game, abrindo 2/0. No segundo set, no quinto game, marcando 3/2. Mantendo a vantagem nas duas séries, ficaram com o título. No último game do jogo, Melo e Gonzalez chegaram a ter 0/40, com quatro break-points, em busca da reação, mas Dodig e Krajicek conseguiram evitar a quebra e fecharam a partida.

Foi a segunda final de Melo nesta temporada 2022. O mineiro foi vice-campeão no início do ano, em Adelaide, na Austrália, também em um ATP 250, ao lado de Dodig, seu adversário no jogo deste sábado.

No ranking mundial individual de duplas que será divulgado na segunda-feira (23) pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), Melo deve subir uma posição, passando a número 40 do mundo.