Melo e Kubot param na semifinal do Masters 1000 de Roma

Dupla disputou, na Itália, o quarto torneio no saibro antes de Roland Garros (Foto: Divulgação)
Em um jogo definido nos detalhes, após equilibrado match tie-break, o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, cabeças de chave número 1, pararam na semifinal do Masters 1000 de Roma, na Itália. Na noite deste sábado (18), na quadra central do Foro Italico, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (3) marcaram 2 sets a 1, parciais de 2/6, 7/6 (7-4) e 10-8, em 1h41min, para chegar à final.

Agora Marcelo Melo volta ao Brasil e passa alguns dias em Belo Horizonte, antes de viajar para a França, para disputar Roland Garros, a partir do dia 26. Foram quatro torneios anteriores ao segundo Grand Slam do ano na capital francesa, que encerra a gira no saibro europeu, com três quartas de final (Masters 1000 de Monte Carlo, ATP 500 de Barcelona e Masters 1000 de Madri) e uma semifinal, em Roma, que rendeu à dupla a subida de duas posições na Corrida para Londres. Na classificação de segunda-feira próxima, Melo e Kubot deverão aparecer em quarto lugar.

O início da partida foi favorável a Melo e Kubot. Eles quebraram o serviço dos adversários no quarto game, abrindo 3/1. Viram Cabal e Farah devolverem o break em seguida, mas não se abalaram. Com mais duas quebras – no sexto e no oitavo games, garantiram a vitória na série inicial por 6/2. No segundo set foi a vez dos adversários quebrarem primeiro para fazer 2/1 e Melo e Kubot reagirem na sequência, 2 a 2. A partir daí, as duas duplas mantiveram seus serviços e a definição foi para o tie-break. Cabal e Farah ganharam por 7/6 (7-4) para deixar tudo igual no jogo e, depois, comemoraram a vaga na decisão ao vencer o match tie-break por 10-8.

Melo e Kubot buscam vaga na decisão do Masters 1000 de Roma neste sábado

Dupla, feliz com a atuação desta sexta-feira (Foto: Aliny Castejon / Divulgação)
Um jogo difícil, definido apenas em um disputado match tie-break. Foi assim a vitória desta sexta-feira (17), que garantiu a vaga na semifinal do Masters 1000 de Roma para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot. Cabeças de chave número 1, Melo e Kubot derrotaram o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers (cabeças 8) por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 6/7 (1-7) e 10-6, em 1h33min, para avançar no torneio. Neste sábado (18), em busca de um lugar na decisão, enfrentam os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (3), que derrotaram os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan (7) também por 2 a 1 – 7/6 (7-2), 4/6 e 16/14. O jogo será por volta das 17h30 (horário de Brasília), na quadra central do Foro Itálico.

“Mais uma vez muito feliz com a maneira como jogamos. Foi um belo jogo de duplas. Os quatro estiveram muito bem. Conseguimos atuar no mais alto nível durante a partida inteira e imprimir um ritmo melhor da metade do match tie-break para o final. Dá mais confiança ainda sabendo que podemos recuperar, caso não comece bem um match tie-break. Ficamos contentes de ter lutado até o fim e vencido o jogo de hoje, que era importante para nós. Agora é ir com tudo amanhã (sábado) na semifinal, contra a dupla Cabal e Farah”, analisou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG e Itambé, com o apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais e Confederação Brasileira de Tênis.

Kontinen e Peers chegaram às quartas de final nesta sexta sem precisar entrar na quadra – ganharam por wo da dupla formada pelos argentinos Guido Pella e Diego Schwartzman – e foram dominados no primeiro set por Melo e Kubot, que aproveitaram as chances de break e, com duas quebras, no quinto e no sétimo games, venceram por 6/2.

O segundo set foi bem mais equilibrado. No oitavo game, Kontinen e Peers conseguiram o break e, com isso, abriram 5/3, sacando na sequência para o set. Mas, Melo e Kubot devolveram a quebra. Com o jogo igual, a decisão ficou para o tie-break, quando foi a vez dos adversários dominarem, ganharem a série por 7/6 (7-1) e levarem a decisão para o match tie-break.

Kontinen e Peers mantiveram o ritmo e começaram o match tie-break na frente, abrindo 3/0. Melo e Kubot reagiram, 3-3. A partir daí, com perdas de serviço das duas duplas, equilíbrio até o 7-6, quando os cabeças de chave número 1 fizeram três pontos seguidos para confirmar seu favoritismo e fechar em 10-6.